VACINAÇÃO É A SOLUÇÃO PARA QUE DOENÇAS ERRADICADAS NÃO SE TORNEM REEMERGENTES: relato de experiência

RESUMO
Introdução:
Estudo que teve como objetivo relatar uma experiência docente que identificou como a cidade de Três Rios – RJ portou-se mediante as doenças reemergentes de modo a transpor a eficiência dos métodos utilizados para gerir essa problemática. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência por meio de uma pesquisa de campo, observacional, com abordagem quali-quanti realizada no período de 07 de agosto à 18 se setembro de 2018 por meio de um relatório de visita de campo. O cenário do estudo foi a Cidade de Três Rios. A coleta de dados realizou-se através de entrevista baseada em roteiro semiestruturado utilizado na visita de campo e da relação do quadro de vacinação baseado nos dados do Ministério da Saúde. O procedimento de análise dos dados pautou-se na hermenêutica interpretativa, categorizados pela técnica de análise de conteúdo temático. Resultados e discussões: Os resultados apontaram três categorias temáticas, a saber: “Doenças reemergentes e seus motivos”, “Gestão da promoção, prevenção e proteção à Saúde no município”, “Campanha de Vacinação: Política Pública do Ministério da Saúde na divulgação de informações e incentivo à população”. Considerações finais: O estudo nos possibilitou aproximação das nuances que envolvem o gerenciamento da vacinação em Três Rios, cidade onde cursamos bacharelado de enfermagem e nos possibilitou identificar que essa gestão não se opera sozinha, necessita de pessoas capacitadas e determinadas, comprometidas com cada esfera precursora da promoção da saúde para que venhamos ofertar melhor assistência à saúde de nossas coletividades humanas.

AUTORES:
Núbia Magon Parreiras Macedo
Tâmara Ferreira Miranda
Graziela Barbosa Freitas Scoralick
Israel Marçal Silva
Paulo Roberto de Azevedo Souza
Wiliam César Alves Machado